Sociedade Espírita de Auxílio Fraternidade - Ijuí-RS [Criação do Site - 05/01/2005] - [Última Atualização - 23/10/2017]

Sociedade Espírita de Auxílio Fraternidade - Ijuí/RS
www.auxiliofraternidade.com.br


Artigos


Para Viver em Equilíbrio, Você Precisa de Respostas.


Em 18 de abril de 1857 Allan Kardec publicava, em Paris, 'O Livro dos Espíritos' e 100 anos depois, no dia 14 de dezembro de 1956 um grupo de espíritas amorosos fundavam a Federação Espírita do Estado de Mato Grosso. Em 2013 o espiritismo faz 156 anos e a Federação Espírita estadual completa 56. As comemorações tem como intuito registrar esta importante data, visando firmar para a sociedade o valor dessa magnífica obra, que é 'O Livro dos Espíritos'.


 


No terceiro milênio, a tecnologia criou facilidades e aproximou as pessoas. Sabemos instantaneamente o que ocorre no mundo e compreendemos sobre a lógica das coisas. Esse avanço intelecto-moral levou-nos a não acreditar em algo somente porque alguém ou alguma instituição religiosa afirma. Quanto mais crescemos intelectualmente, mais difícil fica viver sem as dores e sofrimentos advindos do materialismo sem sentido. Então, o ser busca as respostas que preenchem e dão sentido à sua vida.


 


'O Livro dos Espíritos' foi estruturado por Allan Kardec, que trouxe a luz 1.019 perguntas que respondem a todas as indagações da humanidade em todos os tempos. As respostas lógicas e sensatas oportunizam que a cada dia mais e mais pessoas estudem o espiritismo, mesmo não existindo proselitismo em busca de adeptos por parte de nossas Casas Espíritas. É o ser que quer saber o porquê da vida. Qual o motivo de vir para este planeta, e se a vida vai continuar após a morte do corpo.


Afirma com sabedoria o Espírito Camilo, psicografia do orador Raul Teixeira:


“'O Livro dos Espíritos' faz levantar discussões científicas sobre o átomo, o éter, a matéria, enfim, antecipando a sua existência em condições inabordáveis ao pensamento não captáveis pelos terrenos instrumentos mensuradores. Diante dos avanços da microfísica, dos estudos do plasma, da quântica, da matéria escura, que extasiam o pensamento formal das ciências, ressalte-se o caráter vanguardista do Espiritismo – que todo esse movimento predisse nos termos próprios -, como apresentado em sua obra fundamental. 'O Livro dos Espíritos' antecede as preocupações sócio-político-religiosas que adentram a área médica, em torno do abortamento, quando estabelece que qualquer transgressão às leis de Deus se caracteriza como um crime”.


 


Lembremos-nos sempre das palavras esclarecedoras do Espírito Vianna de Carvalho, psicografia do orador Divaldo Franco:


 


“À medida que foi examinado, conhecido e divulgado, tornou-se [O Livro dos Espíritos] modelo de doutrina científica, filosófica e moral de conseqüências religiosas, em razão dos paradigmas que estatui, apresentando o Espiritismo como uma ciência que estuda a origem, a natureza, o destino dos Espíritos e as relações que existem entre o mundo corporal e o mundo espiritual. Ciência sui generis, porque não se utiliza dos elementos convencionais que são examinados pelas outras, mas estuda o ser humano em sua estrutura íntima, como princípio inteligente do Universo, acompanhando-o após a disjunção molecular, pelo fenômeno da morte biológica.


 


Ao mesmo tempo, oferece uma filosofia comportamental rica de bênçãos, nos seus conteúdos ético-morais, que culminam com a crença em Deus, na imortalidade da alma, nas comunicações dos Espíritos, na pluralidade dos mundos habitados, firmada nos postulados ensinados e vividos por Jesus e pelos Seus primeiros discípulos.


 


Nestes dias, quando o conhecimento atingiu patamares jamais supostos de existir, facultando as comunicações virtuais, as cirurgias com transplantes de órgãos, a implantação de células-troco trabalhando pelo milagre da vida, as técnicas de regressão a existência passadas, a convivência com as micropartículas e com a biologia molecular, com o genoma humano decodificado, penetrando-se na intimidade do DNA e nas suas estruturas, O Livro dos Espíritos permanece atual, oferecendo informações de alto significado aos seus pesquisadores.


 


Resistindo a um século e meio de evolução cultural, filosófica, científica e tecnológica, continua sendo a mais completa síntese de informações contemporâneas de que se tem notícia.


 


Pelos milhões de vidas que vem iluminando e libertando do suicídio, da loucura, das aflições, tornando-os felizes, todos aqueles que nos deixamos penetrar pela sua sabedoria, cantamos hosanas, saudando-o pelo transcurso do seu sesquicentenário de surgimento em Paris, simbolizando o início da Era Nova do Espírito imortal”.


 


Desse modo, viver baseado somente no raciocínio lógico, traz um vazio existencial, tudo estará razoavelmente bem, mas algo estará faltando. Ou, viver somente baseado nas emoções, em algum lugar no futuro, quando uma situação mais grave ocorrer, o ser imortal entrará em estado de confusão, pois faltarão os motivos justos para o entendimento correto.


 


Viver bem é saber fazer escolhas. Façamos as nossas, pelas nossas conclusões, sem alienações e dependência de outras mentes. O ser humano para viver em equilíbrio, precisa de respostas que preencham a lógica racional e emocional.


 


Saulo Gouveia Carvalho


Vice-presidente Executivo da Federação Espírita do Estado de Mato Grosso 

 

Texto original em: http://auxiliofraternidade.com.br/artigovw.php?cod=98

© 2005-2017 - Sociedade Espírita de Auxílio Fraternidade