Sociedade Espírita de Auxílio Fraternidade - Ijuí-RS [Criação do Site - 05/01/2005] - [Última Atualização - 23/10/2017]

Sociedade Espírita de Auxílio Fraternidade - Ijuí/RS
www.auxiliofraternidade.com.br


Artigos


Pensamento e Vontade.


ão nos deixemos perturbar com pensamentos estranhos que à mente vêm: rejeitemos o que não convêm.

À luz da Doutrina Espírita sabemos que pensamentos que nos afloram à mente podem ter três origens diferentes: podem partir do nosso próprio âmago, virem de benfeitorias espirituais, ou de quem queira nos prejudicar (encarnados ou desencarnados, pois o processo mente a mente independe de estarmos neste plano ou no outro).

A vontade tem a direção que nosso livre-arbítrio dá, bem como a força dos sentimentos que lhe impomos.

Essa força pode ser positiva, como a fé, ou negativa como o ciúme, a inveja, entre outros.

Os tempos atuais estão difíceis, com fortes e intensas vibrações de todos os níveis, convocando-nos à prudência e à vigilância, em todas as nossas áreas de atuação.

Os pensamentos que brotam do nosso âmago podem ser bons ou maus, dependendo do contexto emocional em que nos encontramos, bem como do nosso estágio evolutivo.

As intuições e inspirações dos benfeitores espirituais são sempre de natureza elevada.

As influenciações dos que buscam nos prejudicar são sempre comprometedoras.

A decisão final, convertida em ação, é sempre nossa.

A nível ideal essas decisões devem sempre se harmonizar com aquilo que nosso entendimento já conseguiu assimilar dos ensinamentos de Jesus, hoje compreendidos à luz da Doutrina Espírita, que é a terceira revelação, por ele anunciada.

Muitos, especialmente do lado de lá, não desejam que o Bem amplie cada vez mais suas fronteiras. Cumpre aos trabalhadores da seara do bem orar e vigiar sempre, para não cair em armadilhas sutis idealizadas pelos adversários do progresso espiritual e moral da humanidade.

Em nenhum momento deve-se ceder ao desânimo, à desesperança e ao temor. A força de vontade precisa se impor quando tal estado de espírito tente envolver a mente e o coração.

Sabe-se que a família é a célula máter da sociedade. Também aí a vigilância é indispensável. O culto do Evangelho no Lar é uma luz que se cultiva no seio familiar. 

A desmotivação não pode se instalar. A fé raciocinada é instrumento de altíssima importância à perseverança. 

Sintamo-nos amparados e prossigamos nossos estudos e nossos trabalhos, continuando a direcionar nosso pensamento e nossa vontade no sentido do bem, compreendendo que a fase que vivenciamos é de transição, fortalecendo nossos laços fraternais.

É dessa forma que se consegue suportar provas, neutralizar influências, impor vibração harmônica.

Nossas crianças e nossos jovens não estão isentos do processo mente a mente mencionado. Precisam ser orientados a esse respeito. As aulas de moral cristã são importantes. A orientação dos pais, no dia a dia, também e, ainda mais, em especial no que diz respeito a mudanças comportamentais. 

Nos aspectos relacionados com a mediunidade o pensamento e a vontade têm relevante importância, seja na preparação do médium para as atividades mediúnicas, seja nas reuniões mediúnicas propriamente ditas, onde a vontade de servir deve estar aliada à observação atenta.

Nos períodos de alguma enfermidade, o pensamento positivo e a vontade, com sua força, precisam estar presentes, pois representam elementos relacionados com a esperança e com a resignação.

No curso da presente programação reencarnatória, não nos deixemos perturbar com os pensamentos estranhos que à mente vêm; rejeitemos o que não convêm. E, sobretudo, abracemos o que respeita ao amor, à caridade, ao bem.Fonte-  www.oclarin.org

 

Texto original em: http://auxiliofraternidade.com.br/artigovw.php?cod=118

© 2005-2017 - Sociedade Espírita de Auxílio Fraternidade